Apresentação

Em 2020, vivemos o ano mais desafiador da nossa história recente. Enquanto organização da sociedade civil, nós, do Instituto Cidades Sustentáveis (ICS), tivemos que nos reinventar individual e coletivamente. Do ponto de vista de nossa estrutura de trabalho, adotamos o sistema de home office para toda a organização tão logo a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que vivíamos uma pandemia. Toda a nossa equipe passou a trabalhar de forma remota e as dinâmicas e fluxos foram rapidamente adaptados. Chegamos ao final do ano com nossas vidas e  empregos preservados, o que foi, sem dúvida, uma vitória.

 

Coletivamente e externamente, mesmo diante do inusitado e das dificuldades, podemos dizer que conseguimos avançar em nosso propósito. Os resultados aqui apresentados revelam que as ações propostas pelo Instituto Cidades Sustentáveis tanto em âmbito nacional (via Programa Cidades Sustentáveis) quanto em escala local (via Rede Nossa São Paulo) ganharam escala e relevância mesmo neste contexto de sofrimento coletivo tão prejudicial à nossa sociedade e às nossas cidades.

 

Para além da questão sanitária, a pandemia do coronavírus escancarou (ainda mais) as desigualdades em nosso País. E em nenhum outro momento as causas que vimos revelando há anos foram tão relevantes e necessárias. Alinhados ao contexto nacional e internacional, adaptamos nossos conteúdos e, por meio de pesquisas e indicadores inéditos, provocamos discussões e contribuímos para o debate nos mais variados meios – imprensa, redes sociais, poder público e sociedade civil, propondo e pressionando por programas e políticas públicas que efetivamente transformem as cidades.

 

 A relação entre a pandemia e a importância das gestões públicas assumirem, de fato, a agenda do desenvolvimento sustentável, está cada vez mais latente. Ficou evidente a importância de governos de qualidade para reduzir o impacto da pandemia. E teremos cidades mais resilientes a crises, sanitárias ou climáticas, na medida em que incorporem a agenda do desenvolvimento sustentável, o que temos estimulado por meio de nossa plataforma e das ferramentas relacionadas às mais importantes agendas globais.

 

Seguimos na batalha por cidades mais justas, sustentáveis e democráticas. E esperamos continuar contando com você nesse percurso. Boa leitura!

 

Um abraço,

Jorge Abrahão
Diretor-presidente do Instituto Cidades Sustentáveis

Comunicação

 

Durante o ano de 2020, a Comunicação do ICS seguiu crescendo. Ocupamos novos espaços e consolidamos os já existentes. Ampliamos nosso alcance e nossos canais de comunicação.

Lançamos o podcast Futuros Urbanos, com o intuito de ver além dos problemas das cidades, apresentando soluções e contando histórias de experiências que deram certo e que podem servir de inspiração e estímulo para gestões municipais e para a sociedade civil de forma geral. 

Disponível nas principais plataformas digitais de áudio, foram 11 episódios reproduzidos mais de mil vezes.

Também retomamos a nossa newsletter mensal, repaginada e com as novidades do nosso trabalho para o público que nos acompanha. 

Mídias sociais

Com a pandemia, os canais digitais ganharam ainda mais força. Os eventos que antes eram presenciais foram reformulados para acontecer on-line. 

 

Entre os destaques, foram 4 lançamentos de pesquisas da série Viver em São Paulo, da Rede Nossa São Paulo em parceria com o Ibope Inteligência; além de dois eventos com candidatos e candidatas à Prefeitura sobre o Mapa da Desigualdade 2020; entre outros.

 

Ainda, foram 4 lançamentos de guias do Programa Cidades Sustentáveis, que contaram com a presença de especialistas de variadas áreas, além de 2 encontros virtuais com prefeitos(as) sobre a pandemia. Em setembro, o PCS foi convidado para “ocupar” o Instagram do Fórum da Paz de Paris por um dia e contar sobre a nossa experiência durante a mentoria que recebemos em 2019 para o projeto Scale Up.

MockupLinkedin.png
logos_h-02.png
  • Facebook
  • Instagram

+ 1671 seguidores
com um total de
10.500 interações
no ano

+ 591 seguidores
com uma média de
engajamento de 10,3% ao mês.

Nossa taxa de crescimento no LinkedIn (Instituto Cidades Sustentáveis) em 2020 foi de 40% com uma média de engajamento (interações, cliques e novos seguidores) de 5,5% ao mês*.

 

*Uma taxa que fique entre 1% e 3% são consideradas boas. Abaixo disso é considerado baixo e acima dessa média é ótimo.

logos_h-04.png
  • Facebook
  • Instagram

+ 2184 seguidores
com um total de
6.500 interações no ano

o número de seguidores se manteve estável e tivemos uma média de engajamento de 6% ao mês

Assessoria de imprensa

Em 2020, importantes parcerias foram seladas. Com a rádio CBN, foi realizado o projeto especial sobre eleições. Em setembro, foi lançado o quadro “Giro pelas 32”, apresentado pela jornalista Fabíola Cidral e contava com a participação do editor do 32xSP Vagner de Alencar. 

 

Uma parceria com o jornal O Estado de S.Paulo resultou em um inédito Monitor das Metas, instrumento criado especialmente para acompanhar propostas e promessas dos então candidatos à Prefeitura de São Paulo. Além de abastecer a ferramenta com indicadores, pesquisas e análises, a equipe da Rede Nossa São Paulo produziu análises e participou de encontros virtuais durante todo o processo eleitoral de 2020. 

 

Em novembro, Carol Guimarães, coordenadora da Rede Nossa São Paulo, e Luanda Nera, coordenadora de Comunicação do Instituto Cidades Sustentáveis, começaram a assinar a coluna quinzenal “Primeira Infância”, no Ecoa. O espaço apresenta reflexões, conceitos, boas práticas e iniciativas de sucesso em cidades que estão dedicando um olhar especial para sua primeira infância.

 

A coluna quinzenal de Jorge Abrahão, coordenador geral do Instituto Cidades Sustentáveis, no jornal Folha de S.Paulo, que estreou em maio de 2019, continuou no mesmo formato e periodicidade.

 

Relações Institucionais

Em 2020, demos um passo importante na constante melhoria e estruturação de nossa equipe, com a criação de uma nova área, alinhada às expectativas de nossos stakeholders e às melhores práticas do Terceiro Setor em ter uma área responsável pelo relacionamento com diferentes instituições e pela captação de recursos. 

 

Anteriormente, esta responsabilidade estava distribuída entre o programa Rede Nossa São Paulo (RNSP) e o Programa Cidades Sustentáveis (PCS).

 

A área surge com o objetivo de fortalecer a imagem institucional, estreitar as relações com apoiadores e parceiros e diversificar a mobilização de recursos, por meio de apoio de fundações, institutos, agências de cooperação e empresas privadas, além de grandes doadores e doações individuais menores de pessoas físicas.

 

Apoio

Parcerias e participações

 
Coalizão Respirar

Acompanhamento de medidas e políticas para melhorar a qualidade do ar

Pacto pela Democracia

Defesa da manutenção das liberdades democráticas e dos direitos constitucionais

ABCD

Rede em prol da redução de desigualdades sociais, raciais, econômicas e de gênero

 

Campanhas

1594909917_logo-rp-menor copy.jpg

O ICS e mais dezenas de organizações participaram da campanha por uma renda básica permanente que garanta condições de vida dignas para as famílias mais pobres, fortaleça a economia e reduza as desigualdades.

Image by Jennifer Griffin

Em um contexto pandêmico e, ao mesmo tempo, de grande importância para a democracia brasileira, diversas instituições promoveram uma campanha de âmbito nacional pela realização de eleições de modo seguro em 2020 - mesmo que fossem necessárias alterações de data e adaptações, porém sem extensão de mandatos.

 

Financeiro